Palavras

Com palavras, eu sinto
Em palavras, me transbordo
Com palavras, me expresso
Entre linhas, me noto.

Palavras estas que ao redor
São silenciosas,
Mas dentro de mim,
Escandalosas!

Grito, em silêncio
Suplico para que seja ouvida.
Mas nada aconteceu.

Sofro em silêncio, corroendo minh’alma
E as palavras já não estão mais escandalosas
Morri por dentro.

Larissa Lisboa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s