Ela se refere em terceira pessoa

Ela se refere em terceira pessoa. Ela é uma pessoa boa, com um bom coração, mas carrega muita dor consigo. Ela está desacreditada. Carrega em si tantas verdades, mas são as mentiras dentro da bagagem que pesam na sua carcaça. Ela foi magoada e está desacreditada. Ela se refere em terceira pessoa. Ela não suporta a ideia de não a conhecerem de acordo com sua personalidade, e sim de acordo com as suas ações. Ela não suporta mais a rotina de estar todos os dias no mesmo metro por quadrado onde ela não se enquadra. Ela se refere em terceira pessoa. Ela chora todas as noites e se sente uma boba por estar dando importância a coisas fúteis, mas a verdade é que todas essas pequenas coisas se tornaram uma grande bola de neve dentro dela, prestes a derreter. Ela sabe que precisa desabafar. Ela sabe que precisa desabar, mas essa bola de neve, no seu ponto de vista, não é nada mais que um graveto em meio as lenhas cortadas para a fogueira da festa de São João. Ela sabe que as palavras ajudam, mas o que ela precisa é de um abraço. Ela sabe que só ela pode mudar toda essa situação, mas está lhe faltando coragem. Ela está desacreditada. Ela se olha no espelho e não gosta do que vê. Não sabe ela a beleza que está deixando de admirar, tanto por dentro quanto por fora. Ela não sabe porque está perdida, porque a dor tomou conta de si. Seus hormônios estão à flor da pele e ela sente tudo com intensidade. Antes o seu olhar não podia ser decifrado. Seus sentimentos eram trancados a sete chaves. Hoje ela sorri por fora, mas seu olhar triste lhe entrega. Ela se refere em terceira pessoa porque é mais fácil falar de alguém do que de si próprio. Ela se refere em terceira pessoa pois assim ela pode colocar as cartas na mesa e se compreender melhor. Ela entende o que está passando, compreende o que está sentindo, mas, infelizmente, ainda não consegue se ajudar. Ela está perdida, desacreditada. Ela anseia por aulas de gramática, pois enquanto ela não aprender a usar o pronome para referir a si mesmo em primeira pessoa do caso reto, as lágrimas serão constantes.

Larissa Lisboa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s