Ilusão

Quem nunca se iludiu que atire a primeira pedra. Quem nunca iludiu a si próprio que atire a primeira, a segunda, a terceira e quem dirá mais quantas pedras possíveis de serem atiradas. Sim, nós somos os únicos responsáveis por se iludir, mas vamos separar essa culpa em parcelas, melhor, em porcentagens: 49% é culpa do coração e 51% é culpa da nossa cabeça, esta que é capaz de inventar cenas e diálogos, está que interpreta de diversas maneiras uma simples conversa e faz com que essa conversa se transforme em uma declaração de amor que, novamente, só existe na cabeça. Se analisarmos de acordo com a natureza humana, o coração é o grande responsável pela nossa sobrevivência, ele é quem manda na parada. O cérebro só funciona por causa dele, e em vez de retribuir em agradecimento tudo o que o coração faz por ele, não, o cérebro cria uma personalidade traiçoeira. Enquanto o coração está lá trabalhando para bombear sangue para o cérebro, e assim o cérebro poder passar as diretrizes para o resto do corpo, o cérebro faz mais que isso, ele retribui ilusão para o coração. Essa mente insana e maldosa, decodifica códigos que só ela acha que existe, interpreta entrelinhas o que só ela acha que está implícito, enviando essas informações para o coração, este que é cheio de amor para dar, e a partir dessas informações, se apaixona. A mente precisa ser racional, ver com clareza. Às vezes não há nada para ser decodificado. Às vezes não há nada oculto entrelinhas. Às vezes as coisas são exatamente O que aparentam ser. Às vezes aquele menino que anda balançando os seus sentimentos, mexendo com o seu coração, quando diz que gosta de ter você por perto, é no sentido mais inocente possível. Às vezes ele realmente gosta de ter você por perto, mas como amiga. Digo o mesmo em relação à uma garota que diz para um amigo que gosta da presença dele, e as vezes é apenas isso o que ela quer dizer. A questão é que somos fracos por natureza, somos carentes. Quando alguém diz algo bonito, já criamos expectativas. EXPECTATIVAS! O coração cria expectativas, e quando elas estão em nível alto, o tombo é maior.
Quando eu digo que a cabeça tem 51% de culpa por nos iludir, é porque ela que instiga o coração a criar expectativas, a se apaixonar. Mas não se desespere pois há uma “solução” para esse jogo de ilusão. Ele só tem um fim quando um órgão desempenha muito bem o seu papel: os olhos. Quando abrimos os olhos para a situação e passamos a enxergar exatamente o que está a nossa frente, é aí que a razão vence a emoção, e a ilusão acaba. Quando abrimos os olhos para a realidade percebemos o quanto estávamos sendo bobos vendo coisa onde não tinha. Mas aí a cabeça e o coração trocam de papel quando se trata de superar toda essa ilusão. A cabeça esquece rápido, parte para outra. Parte para uma próxima ilusão ou acerta na decodificação. Já o coração, tão vulnerável, demora a se recuperar. Por mais que você coloque na cabeça que esqueceu a pessoa, o seu coração não quer acreditar, porque ele foi fisgado. Infelizmente eu, assim como você, não achei uma solução para isso além do tempo. A única coisa que sabemos é que, com o tempo, o coração aceita a situação, mas só supera quando aparece alguém que te tira do chão com um simples sorriso. Que faz com que você se encontre em seu olhar. Que acerta o seu coração instantaneamente e nem dá tempo para a mente pensar em decodificar alguma coisa. Se vai dar certo ou não, ninguém sabe dizer. Só sabemos que nessa situação quem está no controle dessa vez é o coração, e com ele a razão não tem vez, nem mesmo os olhos. Quando o coração que está no controle só existe amor e expectativas. O que resta é torcer para que não seja mais uma ilusão.

Larissa Lisboa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s