Queria mais beijos como esses

Estar junto a ti era uma alegria sem tamanho. Conversávamos sobre tudo, explorávamos o mundo e, no fim do dia, tudo terminava em sorrisos. Então fizemos um pacto: “a cada sorriso dado, um beijo seria roubado”, e desde então me tornei uma comediante.

Ouvir o som da sua risada me trazia uma sensação de dever cumprido, pois estava fazendo você feliz. Entretanto, melhor que ter a sensação de dever cumprido, é ter uma recompensa. Cada beijo seu com gosto de sorrisos fazia com que meu coração explodisse de felicidade. Mas, por circunstâncias da vida, o som da sua risada diminuiu e os seus beijos já não tinham mais gosto de sorrisos. E eu, que antes era comediante, me vi em um filme de drama.

Os holofotes de seus olhos se apagaram, seus dentes que alinhados mais se pareciam com uma plateia, se foram. Acabaram os sorrisos, e os beijos agora já não são mais meus. Foi bom enquanto durou, mas confesso que sinto falta dos beijos com gosto de sorrisos, não os seus, mas os das pessoas com quem me relaciono. Queria mais beijos como esses e menos beijos com gosto de simples beijo, já que esses não têm graça, pois não tem variedades de sabores.

Larissa Lisboa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s