Talvez o final feliz seja apenas seguir em frente

A vida não é um conto de fadas, e a tão famosa frase “e eles viveram felizes para sempre” é mal interpretada. O “sempre” não precisa ser necessariamente para todo o sempre, e até que a morte os separe. Talvez um casal seja feliz para sempre até um certo ponto. Quem determina o “sempre” são eles.

Às vezes aquele um ano e meio de namoro foi o “para sempre” daquele casal, que viveram intensamente, se apaixonaram perdidamente, se amaram. Mas o seu presente é estar sozinho, e talvez esse seja o seu final feliz, estar sozinho e seguindo em frente.

Seguir em frente é deixar cada coisa no seu devido lugar: o passado no passado, aproveitar o seu presente e o futuro é apenas uma consequência. Seguir em frente é olhar para vida e agradecer por ganhar mais uma chance de recomeçar, trazendo em sua bagagem toda experiência vivida até agora, e que lhe dão forças para continuar.

Se você parar para pensar, o filme sempre acaba depois do “felizes para sempre”. E o que acontece depois? Quase sempre não sabemos. E é disso que as pessoas se esquecem. A vida a dois é difícil, não é cem por cento felicidade, não é feita apenas de alegria. Tem os dias tristes também, e que, cá entre nós, são necessários.

Você realmente acha que a Bela Adormecida viveu feliz para sempre depois que o príncipe a despertou de um sono de cem anos com um beijo? Vamos ser sinceros, quem gosta de ser interrompido de um sono? A felicidade já acaba a partir daí! E então eles se casam e o filme acaba com a mesma frase de sempre: “e eles viveram felizes para sempre”. Será que viveram mesmo? Não sabemos. Talvez nos primeiros anos, mas e depois? Será que ele ia curtir ficar acordado por anos para que a princesa recuperasse o tempo perdido? Porque já que ele a acordou de um sono de cem anos, com certeza ela não deve querer dormir por um longo tempo.

Talvez esses contos de fadas nem sempre tenham uma continuação para que nós possamos manter a ilusão de que precisamos de um amor para ser feliz para sempre.  E precisamos mesmo, mas do amor próprio! Claro que ter o amor de uma outra pessoa e corresponder a esse amor também é importante, também nos faz feliz, mas é um amor que nos complementa, e não que nos completa. Claro que adoraríamos ter um alguém para cuidar de nós, mas também precisamos saber cuidar de si mesmo, aprender a se virar sozinho.

A questão é que não devemos ficar remoendo uma relação porque acreditávamos que daria certo para sempre. Deu certo, de um certo modo, mas até um certo ponto. Dizer adeus ao passado não é acabar com todas as possibilidades de se ter um final feliz.

Talvez o final feliz que você tanto procura só depende de você, das suas escolhas. Talvez deixar o passado para trás não seja tão ruim. Talvez seguir em frente seja a melhor opção para que você se direcione a essa tão sonhada felicidade. Talvez estar bem consigo mesmo seja o seu final feliz.

Talvez, quase sempre.

Larissa Lisboa.

Um comentário em “Talvez o final feliz seja apenas seguir em frente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s