Ela precisava de um banho quente

Eram onze horas da noite e ela estava cansada, mas não era apenas cansaço físico. Antes fosse. O peso emocional que ela carrega consigo supera a dor nas costas que ela vem sentindo desde que descobriu que tem escoliose.

Ela tira a roupa e liga o chuveiro no quente, ignorando a temperatura lá fora. Dizem que o banho quente conforta, relaxa, e era disso que ela precisava… de um banho quente!

Ela lava o cabelo, massageando o couro cabeludo na tentativa falha de reproduzir o cafuné de quem ela tanto sente falta. A água escorre pelo seu rosto camuflando as lágrimas que insistem em cair, já que foram seguradas durante todo o dia.

Ela só queria que esse banho quente purificasse a sua alma e levasse todos os seus problemas pelo ralo. Nem que fossem por poucos minutos, até o seu banho acabar. 

Ela enxágua o cabelo, retirando todo o resíduo do shampoo da cabeça, enquanto tentar retirar toda a saudade do seu coração. Está sendo difícil esquecer o seu amor, ela sabe. Mas enquanto houver banhos quentes para criar a ilusão de que tudo está indo bem, nem que seja por pouquíssimo tempo, ela vai ignorar o calor que está fazendo lá fora, já que está fazendo frio em seu coração.

Ela desliga o chuveiro e enrola-se na toalha. Seca todo o corpo e a ultima lágrima que permite cair por hoje.

Ela precisa dormir um pouco, pois agora o seu cansaço físico clama por descanso, enquanto o emocional espera ansiosamente para tomar mais um banho quente amanhã.

Larissa Lisboa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s