Partiu partir?

Eu quero viajar e me sentir livre. Livre da rotina de cada dia. Quero me sentir livre mas não quero estar sozinha, pelo menos não nesta viagem.

Quero pegar a estrada sem rumo e ver até onde posso chegar. Quero não ter um endereço. Quero sentar no banco do carona da minha kombi azul, com as pernas para o alto e fazer um cafuné no cara ao lado que estará dirigindo não só a kombi, mas também os seus olhos em direção aos meus.

Quero sorrisos largos, cabelos aos ventos e beijos surpresas. Quero fingir que faço parte do desenho scooby-doo e descobrir os mistérios da vida e deste mundão.

Quero fotografar os distraídos. Quero entrar em contato com a natureza e esquecer por um momento que sou alérgica aos mosquitos. Quero esquecer os problemas. Quero esquecer tudo, menos o repelente. Desculpa, mas não é legal ficar se coçando.

Quero respirar um ar puro, e ter um amor puro. Quero beijos molhados. Quero sorrir com os olhos. 

Quero uma trilha sonora para esta nossa viagem. Quero ver o dia amanhecer, entardecer e anoitecer. Quero estacionar perto de um rio, tomar um banho e dormir no banco de trás. 

Quero sentir uma respiração em minha nunca. Quero entrar em paz com meu espírito e em amor com outra alma. Quero explorar meu mundo interno e todo este mundo externo.

Quero gargalhadas e cantar letras erradas, fazendo a nossa própria melodia. Quero que esta viagem deixe marcas, que alguém me deixe marcas e que possamos fazer a nossa própria marca. Que tal uma tattoo?

Não sei quando será esta viagem e nem quem será o meu acompanhante, mas seja você quem for, quero que sejamos parceiros. Parceiros nesta jornada, nesta estrada. Parceiros nos olhares e sorrisos.

Quero ter lembranças, quero tornar-me sua lembrança e quero você na minha lembrança. Quero trocar confidências e carinhos. Promete que guardará os meus segredos? Fura o dedo, faz um pacto comigo?

Quero amar a vida e me sentir amada, nem que seja só por um momento. Quero ver o pôr do sol de maõs dadas e ser beijada a cada sinal vermelho. Quero receber um ‘bom dia’ e um ‘boa noite’ da mesma pessoa. Quero dormir de conchinha.

Quero que valha a pena. Quero fazer valer a pena. Quero viver cada dia como se fosse o último. Quero fazer o que der na telha. Quero ser feliz, e te fazer feliz.

E aí, cê topa viajar comigo sem endereço nem direção? Partiu partir?

Larissa Lisboa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s