De quem é a culpa?

Não culpe as estrelas,

Nem os astros,

Não reclame com o céu

Tampouco culpe o acaso.

Não diga que foi culpa do destino,

Ou que os nossos signos não combinam.

Não culpe o universo

Por não ter dado certo.

E não diga que foi por falta de sorte

Ou que foi puro azar.

Nós não estávamos prontos

Para amar

E mal sabíamos nos gostar.

Então não tente justificar

O nosso afastamento

Co algo que não se relacione

Com nós mesmos.

Não culpe o que está ao seu redor

Quando na verdade

Somos os únicos culpados.

Larissa Lisboa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s