O lado B do amor

Quem vê da plateia,

O palhaço sorrir,

Não vê a dor que ele carrega 

Dentro de si.

Quem o vê sorrir,

Não vê ele sentir

A agonia de viver 

Sem um propósito para existir.

Pelo menos é isso 

Que ele diz sentir.

É o lado B do amor,

Nem sempre os finais são felizes,

Nem sempre o que aparenta ser,

É de fato.

João Franco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s