Cacos

Ela está despedaçada 

Como um copo de vidro

Que cai ao chão 

Quebrando-se em cacos.

Ela está despedaçada

Provocando em si 

Cortes incuráveis 

Enquanto guarda toda a sua dor

Em seu interior.

Ela está despedaçada,

Mas não quer ferir ninguém 

E diariamente junta os seus cacos

E, aos poucos,

Vai colando um por um

Até se reconstruir.
Larissa Lisboa.

2 comentários em “Cacos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s