Quando escrevo

Quando escrevo, penso em nós 

E as palavras me entrelaçam 

Como se fosse o teu abraço 

E me envolve com o teu perfume.

Quando escrevo, penso em nós 

E esqueço o vós e eles

E nos torno singular.

Quando escrevo, penso em nós 

E desdobro em entrelinhas

Por meio de rimas 

O compasso dos nossos corações 

Quando escrevo

E me desdobro em um verso 

Me viro ao avesso

E me transpareço 

Em pura essência

No sentimento que aqui floresce

Quando escrevo 

Te descrevo

Me reconheço 

E confesso

Entre frases e versos

Que amo tu

Em todas as suas formas e gestos.

Larissa Lisboa.

Um comentário em “Quando escrevo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s