Você sente minha falta?

É que eu tô aqui olhando pro teto, fazendo o que sei fazer de melhor que é lembrar de coisas do passado, reorganizando uns sentimentos aqui dentro de mim e me perguntando se você, por acaso, sente a minha falta…

Você sente saudade das nossas conversas que duravam horas? A gente era bom nisso. Sente falta da nossa amizade, de andar de mãos dadas pela rua, de implicar um com o outro, da nossa capacidade incrível de inventar história e de como a gente sofria na hora de dizer tchau um pro outro, ou isso tudo só ficou marcado em mim e não em você?

Você lembra que a gente se entendia só pelo olhar? Alguns casais não tem esse nível de cumplicidade em anos de namoro, mas com a gente foi logo de cara. Lembra do orgulho mútuo que a gente sentia um pelo outro? Lembra dos dias que passamos juntos, sentados naquele banquinho do parque, enxergando bichinhos em forma de nuvem, imaginando vários planos pra nós dois? Me diz uma coisa: nossa história é viva na sua memória, assim como é na minha também?

Eu queria muito saber se você sente saudades. Eu precisava saber se em você também ficaram os “E se?”, os “talvez…” e os “Será que?” pra que eu pudesse sentir um pouco mais de paz interior e ficar menos intrigada.
Pensar em você me dói, sabe? Meu coração fica pequenininho só em lembrar das mínimas coisas, das boas risadas, do carinho. Você conseguia me deixar impressionada com a sua capacidade de me decifrar, mesmo eu sendo tão esquisita; de saber logo de cara que eu não estava bem ou de saber dizer exatamente o que eu precisava ouvir.
Dói ver você e não poder te dar um abraço ou te perguntar como você está. É difícil ver o seu número na minha agenda e não poder te ligar. Em fim… Queria saber se é difícil pra você também.

E pior: meus pensamentos me assustam no nível de um pesadelo terrível quando imaginam que um belo dia desses, você pode simplesmente se entender consigo mesmo, encontrar alguém e ser feliz sem mim. Quando na verdade, eu é que deveria ficar do seu lado e ser o motivo dos seus risos bobos.

 

Jéssica Figueiredo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s