Conjugando a minha forma de pensar

Eu penso em ti

E fico imaginando

Se tu pensas em mim.

Questiono-me a cada momento:

“Será que ele pensa em nós?”

“Será que o seu amor escuta a minha voz?”

E nessa conjugação intrínseca nos versos,

Me despeço de pessoas

Que não tiveram seus pensamentos conjugados

E me apego à ilusão

De que eu possa me tornar,

Em algum momento,

Parte do seu presente do indicativo.

Larissa Lisboa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s